História

Moiporá

Fundação: 1958

Aniversário: 14 de novembro

Gentílico: moiporaense

População: 1.529 habitantes

Área: 460,624 km²

O município de Moiporá teve sua origem com a imigração de famílias inteiras, a maioria proveniente do estado de Minas Gerais, da Bahia e da região de Morrinhos, em incursões pelo sertão goiano em busca de minérios e localização de terras cultiváveis.
Os primeiros a se instalarem na região foram: Joaquim Cabó, de origem desconhecida, ‘os Machado’ e a famía de Florentino Rosa, em 1919, liderados por Tiburcio Machado. Em 1929, chegava o senhor Sebastião Moreira da Silva com seus familiares: filhos e genros, oriundo de Moitu (hoje conhecida como Cachoeira de Goiás), cujos pais também vieram de Minas Gerais. Depois vieram José Marcelino e seus familiares que povoou a região e ajudou a construir a sua história doando parte do terreno para a construção do povoado.
Com a chegada da família do senhor Alfredo Pereira Dias, o Alfredão, como ficou muito conhecido, foi que o lugar começou a tomar ares de povoado, ao se instalar próximo às margens do córrego do Cobó, juntamente com as famílias que o acompanharam desde Iraí, em Minas Gerais.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Moiporá (ex-povoado), pela Lei Municipal n.º 16, de 08-10-1953, subordinado ao município de Aurilândia.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito de Moiporá figura no município de Aurilândia.
Elevado à categoria de município com a denominação de Moiporá, pela Lei Estadual n.º 2.136, de 14-11-1958, desmembrado de Aurilândia. Sede no atual distrito de Moiporá. Constituído do distrito Sede. Instalado em 01-01-1959.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.
Pela Lei Estadual n.º 8.852, de 10-06-1980, Moiporá adquiriu do município de Israelândia o distrito de Messianópolis.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 2 distritos: Moiporá e Messianópolis.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2018.

Fonte: IBGE

Desenvolvido por